quinta-feira, 4 de dezembro de 2008

Guloseimas

Vestida com o amor que me entregas, me despeço dos teus braços. Vou até a cozinha onde encontro as memórias da infância, misturadas nas imagens de mães e avós ancestrais. Inspirada pelo que em mim é ternura e alegria, penso em ti, quando menino. E gosto mais ainda do homem, afoito e feliz, que ainda dorme sob meus lençóis. Disponho sobre o mármore, uma farinha muito branca. As claras tranformadas em pureza de neve. Aprecio a combinação entre o branco e o amarelo, da manteiga ao lado das gemas solares. Ao final, sob a ação combinada de calor e fermentação, o bolo coberto pelo brilho achocolatado da doçura explícita. Reforço de chocolate na decoração granulada. E sobre esta constelação de afeto, o contraste vermelho em frutas pequeninas. A casa recebe os primeiros raios do dia novo. Alguns pássaros acompanham a sinfonia urbana e anunciam nossas núpcias.

6 comentários:

Luciana G. disse...

Me lembrei das cozinhas de Adélia Prado....

Bom-dia procê!

Nicolau disse...

Amor e comida é uma bela combinação - se é que não são uma mesma coisa.

Beijos

rm disse...

Belo texto, Elianinha.

(tô votando neste também)

Eliana Mara disse...

Lu, docinho,

Adélia está bem presente nos meus dias. E hoje, com saudade de cozinhar, me lembrei de umas cenas que gosto muito, em filmes e livros. Meu sonho é uma cozinha quase mineira, dessas com mesa grande e rústica, e casa cheia.
Festa de sabores e muita conversa driblando a noite.

Beijos

Eliana Mara disse...

Nicolau,


Sei que há filmes melhores sobre o tema mas desde que vi Festa de Babette entendi coisas em mim, sobre o feminino, que minha criação meio rigorosa nublou por um tempo. A entrega, para a alegria breve e intensa do banquete, vai de uma pessoa a outra, até chegar àquela ciranda diante das estrelas. E aquilo me comove sempre.
Pra mim, são a mesma coisa.

Beijos!

Eliana Mara disse...

RM,

meu lindinho.
Sabe que seu voto vale muito, né?
Me ajuda a ter coragem de publicar?
Quer entrar na comissão pré-editorial?
Prometo um bolo de chocolate com calda brilhante e granuladinho de cerejas, quer?
Fica aqui, tá? Mesmo quando eu estiver meio chatinha com você!
Beijinhos, beijinhos, beijinhos!