sábado, 5 de setembro de 2009

Curiosa!


Eu, talvez, um dia, deixando a brincadeira de lado, e os amigos, esquecendo por alguns instantes o desejo de comer chocolates, atraída, de repente, por vozes da casa ao lado. Eu, talvez, na infância, espreitando o jardim alheio. Eu, talvez, criança inquieta, concentrada nas festa do outro lado da cerca, algazarra do futuro.

4 comentários:

Gerana Damulakis disse...

"Algazarra do futuro": eu pensava assim também. Adorei a expressão.

Maria Muadiê disse...

eu sempre observando, nem sempre escondida, mas observando...

Saulo Moreira disse...

...colada e sobre o verde espia esperança - capim.

Mário Lúcio disse...

Lembrei de uma música do Nei lisboa. "Verdes Anos", ele diz:"...dançar nos fez pular o muro...", ah! meu e-mail é mariobossanova@gmail.com, qual o teu para eu mandar uns links de vídeo, parabéns.....Abraços....