quinta-feira, 16 de abril de 2009

Trindade

O caldeirão reluzia. Milhares de anos inutilizado. O exílio forçado de tantas irmãs e amigas. Acima do fogão, uma sequência de vidros inclassificáveis. Era preciso sentir-lhes o aroma para traduzir seus poderes. Não sei explicar o início de tudo, daquele final de tarde anunciando a tragédia. Águas reservadas por sete dias, na recolha sistemática de orvalho e asas perdidas de libélulas. A ação planejada dos ventos e a influência exata dos movimentos da lua. O caldeirão continha água e fervura insistente. Lá fora, no quintal repleto de árvores nervosas, muitos homens aguardavam. Nada prendia seus corpos. E ainda assim, não se movimentavam. A substância do medo dava contorno ao ar. No centro do pátio, ainda em transe, ela dizia palavras antigas. Deu a ordem tão esperada. Os trabalhos foram iniciados. Sobre a cabeça de cada um deles, água fervendo e rezas seculares.

12 comentários:

Noslen ed azuos disse...

...tomo um café, agora, lendo,
coisas boas da vida
no pires e xícara, borboletas,
e em suas palavras o mistério,
das letras.

bjs
ns

O Pior Homem do Mundo disse...

Caramba! Deve-lhes ter doído!

Fiquei a imaginar aquelas cabeças a lançar vapores quentes e sobretudo a do Snow, porque água quente derramada em cima de gelo faz cá uma fumaça!...

Anônimo disse...

RM,

Vamos fazer uma vaquinha e ir pra portugal castrar esta besta? O duro vai ser achá-lo no meio daquelas portuguesas bigodudas e lusos imbecis, ops! Outro pleunasmo!

Anônimo disse...

Mario

Perguntaram ao portuga:
- Você conhece o Mário?
- que Mário?
- Aquele que te comeu atrás do armário.
Em Portugal, o portuga todo alegrinho, foi pegar um de seus amigos para fazer a brincadeira:
- Conheces o Mário?
- que Mário?
- Aquele que me comeu atrás do armário.

Anônimo disse...

Você sabe quantos portuguêses sao necessários para afundar um submarino?

Dois! Um bate na porta e o outro abre!

Anônimo disse...

A Maria chegou para o Manuel e disse:
- "Manoel eu não quero ter um filho chinês."
- "Mas Maria nós somos portuguêses."
- "Ora pois, você nunca ouviu falar que uma em cada 5 crianças é chinesa?"

rm disse...

Anônimo,
muito obrigado pelo convite, mas passo! Esse negócio de castrar não é comigo, não (não gosto desse treco nem castrado! rss).

Mas aqui: talvez não seja necessário tanto dispêndio. Tenho notícia de que há, na região do Porto, um salão de cabeleireiro, em cuja porta está assim anunciado: "Corto cabelo e pinto!"

O Pior Homem do Mundo disse...

Reparo que há por aqui gente que me desejam muito mal, tanto, que até falam em fazer vaquinhas para me castrar.

Para mim é uma novidade! Nunca imaginei que houvessem vaquinhas castradoras, antes pelo contrário:
vaquinha que eu conheça é um bovídeo pacífico e dá leite, boa carne e pele para sapatos.

As piadas?...

Rsss... Adorei, ri muito aqui! São mesmo anedotas de brasileiro, muito subtis e inteligentes... Parabéns!

Gostei sobretudo daquela do submarino que tinha portas... Incrível! Até hoje (e já fiz cruzeiro em submarino panorâmico) sempre julguei que submarino não tinha portas, mas sim comportas e escotilhas.

Daí que esse submarino afundado pelos dois portugueses só pode ter sido construído por duzentos engenheiros navais brasileiros, né?...

Por fim, quero referir que aquela barbearia mencionada pelo RM só atende turistas tropicais...

LÍVIA NATÁLIA disse...

Mara, amiga, o que importa mesmo, para além destes masculinos em plena peleja, é que o texto é muito sensível, as imagens se esquivam e montam superfícies delicadas.

Mas amanhã conversamos sobre esta peleja, pois, no universo feminino, o segredo é a linha que firma o desenho do tecido...

Um beijo!

ediney disse...

textos palavras, muito bom lugar para leitura

Mr. Almost disse...

Txxiii... Como estou destreinado... Nem sei linkar!

(http://onceatime.wordpress.com)

A garota do copo d'gua disse...

cheio de charme e sensibilidade...
gostei!

beijos amelisticos e uma otima semana! :*