terça-feira, 21 de abril de 2009

Ossos

Chove tanto, tanto, que a chuva começa a se transformar numa coisa disforme e feia. Perde a plasticidade lírica, perde a acomodação dos sentidos, perde o tom romântico que atravessa as imagens, nas quais um casal feliz compartilha, sob as cobertas, risinhos e prazeres. Chove tanto que volto a ser triste, como sempre. Esqueci as janelas abertas, ou fiz isso de propósito, e o fato é que encontrei almofadas e tapetes molhados. A cachorra não pode sair para seu passeio habitual. Chove tanto que me falta ânimo para comprar pães novos. Em casa, ilhada pela insistência desse modo que o mundo tem em me chatear, retoco o esmalte vermelho das unhas e me preparo para ver a chuva do lado de fora.

18 comentários:

Noslen ed azuos disse...

... cheguei, agora, de uma viajem, de um lugar que tinha um mar que botos curiosos me olharam à alma, pena, tinha lágrimas, chove também dentro de mim e não protejo, não escondo , deixo-me chover, não por mim, pelo boto.

bjs
ns

Anônimo disse...

chovendo em macondo?

Mr. Almost disse...

"Sopra o vento

Cai a chuva

Tudo molha no meu jardim

Já não posso brincar lá fora

Fico triste com o tempo assim.



Foi-se o vento

Foi-se a chuva

Tudo brilha no meu jardim

Lindas flores, verdes folhas

Que alegria para mim."

(http://www.eccn.edu.pt/departamentos/dcpe/invernoletras.htm)

Andréia M. G. disse...

"Em casa, ilhada pela insistência desse modo que o mundo tem em me chatear, retoco o esmalte vermelho das unhas e me preparo para ver a chuva do lado de fora."

Belíssimas palavras. Soou confessional... (ando fissurada nesse tema). Ontem, na bienal, você não definiu um gênero específico para seus textos. Eu os chamaria de narrativas poéticas.

Se depender da produção do seu blog, acho que vai ser preciso pensar em um volume 2 do Fábulas Delicadas, antes mesmo se ser lançado o primeiro. Parabéns!

Anônimo disse...

Mr Almost,

Sabia, no fundo é um sentimental! A solidão deve ter dado essa carranca triste!

snowbros disse...

Nas mãos, um punhado de areia.
Lágrimas a escorrer pelas faces.
Como te esquecer?

Tanca de Takuboku Ishikawa
Tradução: Masuo Yamaki e Paulo Colina.

ho ni tsutau
namida nogowazu
icchaku no suna o shimeshishi hito o wasurezu

Késia Moura disse...

A chuva sempre nos deixa uma marca.

Mr. Almost disse...

Anónimo:

Sobre carrancas só escrevo depois de você mostrar a sua...

Quanto ao resto, você tem razão: Sou muito sentimental e muito solitário. E daí?... Problema meu, né?... Rsss...

O que me vale é que você me diverte, palhaço!...

Mr. Almost disse...

Snowbros:

Bem que você falou que UMA em cada cinco crianças é chinesa...

Anônimo disse...

querida Eliana Mara, te voy a mandar la cuenta de la lavandera , por que ? , es que lei tus cronicas havaianas y me cague de risa jajajajaja
besos, anonimo 27

Chorik disse...

Ao menos a chuva te inspira.

Anônimo disse...

si necesitmos eliana mara en cronicas havainas aun que no quieira! Además, es muy divertido sip! Chinga tu madre!

Eliana Mara Chiossi disse...

Hermanos Anônimos:

tenho uma dúvida atroz: por que será que vocês não se apresentam?
Fico aqui, imaginando o que os motiva a ficarem assim, anônimos?
Fico querendo saber se são de Buenos Aires, Córdoba, Bahia Blanca.
Torcem pelo Boca ou River?
Estão em Salvador, Morro de São Paulo ou Lauro de Freitas?
EStão de férias? São homens?
São anônimas?
ah, me contem...

Eliana Mara Chiossi disse...

Quanto aos briguentos, em língua portuguesa, continuo pedindo para que briguem no quintal...

Calila das Mercês disse...

Chove...
Chove no meu coração,
Dúvidas
Enormes dúvidas
em torno da vida
Minha.

O que eu faço?
Continua chovendo
Dentro de mim.

Calila das Mercês

Anônimo disse...

bueno, soy de ciudad juarez, mexico. y acá nos gusta la prosa del pais solo que no habla spanol...sin duda, a mi parece, que es la mejor!
y si soy hombre no me gustael fute nin TV, solo las cholas y la literatura.

Eliana Mara Chiossi disse...

Anônimo do México:

bem vindo.
Um amigo meu está fazendo uma experimentação, traduzindo alguns textos meus que foram postados no blog e estarão no meu livro Fábulas Delicadas.
Vou postá-los aqui, e depois espero tua opinião.

Besotes

Anônimo disse...

muy frio aca en el mexico...y si...me gusta la traducion.....viva! olè!