quarta-feira, 11 de março de 2009

Telhado de vidro

"algumas lágrimas bastam pra consolar... é a mesma porta sem trinco, o mesmo teto...meu amor, meu amor, tudo em volta está deserto, tudo certo, tudo certo como dois e dois são cinco"
Roberto Carlos


A vida brinca comigo. A vida me queima e põe na vitrina um óasis decorado. Toco a vitrine e só vejo a mesma janela do último andar. A vida brinca comigo. Me faz pensar que posso viver sozinha. E dispões as peças do tabuleiro até que você bate na minha porta. E desarruma a casa toda. Desarruma a casa da minha alma. Desarruma a desilusão que eu ajeitei. Estou com vontade de ir pro palco, outra vez. Eu quero voltar a cantar. Eu já escolhi o vestido mais lindo. E no repertório, canções de amor e desencontro.

2 comentários:

Calila das Mercês disse...

Nada melhor que primeiramete nos amarmos pra sentir essa sensação...

É isso aí.

Saudações

Deyse disse...

Querida, desculpe-me a intromissão só pra registrar o crédito da música cantada tão bem por Roberto: Caetano Veloso.