domingo, 22 de agosto de 2010

Porque alguém me entregou uma paixão eterna

Teus olhos seguem meus movimentos. Agora danço nosso compasso. Substância circulando no meu corpo. Aquecimento. Veias agitadas. Teus olhos coordenando os meus gestos. Ensaiar a espera, para o gozo da tua chegada. Minha beleza acrescentada. Os adjetivos, teus presentes, me decoram. Enfeites coloridos sobre minha pele. Temos a oferta generosa das noites. Desenharemos o cheiro bom nos lençóis. Já aprendemos a ser sozinhos, saberemos construir, do nosso encontro, a composição de escolhas. Um castelo à prova de ilusões. Espaço aberto para a decisão de amar, como quem escolhe as cores, os ingredientes, as peças e as técnicas.

Um comentário:

Chorik disse...

Uau. Fiquei sem fôlego, para não dizer outra coisa.
Bj