domingo, 22 de agosto de 2010

Confissão

Me deu vontade de chorar e eu aceitei. Mas não aceito chorar mais do que o recomendado pelos médicos. Então, vou chorar de uma vez por todas as pequenas mágoas acumuladas. Incluindo irritações diárias e desaforos que trouxe para casa. Choro pelo moço bonito que marcou encontro comigo e nunca mais apareceu. Derrubo lágrimas pela falta de tempo de cuidar de meus pais. Outras pelos erros que cometi sendo mãe. Ainda pelas pequenas ofensas aos amigos. E por não ter sido forte suficiente para gritar com os inimigos, pelo menos gritar. Choro porque ele declara amor escandaloso e diário para a mulher ao lado. Choro porque um homem deseja meu corpo e não sabe nada de mim. Choro pelos equívocos que cometi ao aplicar dinheiro na bolsa de valores. E choro porque comprei objetos que não combinam comigo. Choro porque algumas amigas não cuidam da nossa amizade. Choro porque os homens que me amam não agem de acordo com o que dizem. E os que me amam querem que eu seja outra pessoa. Choro porque estou cansada e não há ninguém por perto para oferecer um chá de jasmim. Na verdade, nem para oferecer um simples chá de camomila, da marca mais comum que existe. Nem leite quente com biscoitos. Choro porque meus amigos adoram a poesia da poetisa alheia e não querem saber das minhas. Choro porque não sei amar outra mulher. Choro porque estou cansada de tentar amar os homens. Choro porque minha cachorra depende de mim para viver. Choro porque eu mesma dependo de mim para viver. Choro porque tenho que dar um ponto final a este texto, já que estou sozinha em casa e não há ninguém para me fazer parar de chorar. Nem de escrever.

3 comentários:

Guilherme N. disse...

Choro porque sempre há admiradores de chá 'achados' pelo lado doce da cidade.

Chorik disse...

Tomando seu texto como uma realidade chorada e não apenas imaginada, choro porque somos muitos, chorando pelos mesmos motivos, isolados, distantes, nos fingindo de fortes, cruzando-nos diariamente aqui e acolá, loucos por um colo e arrotando auto-suficiência.

Chorik disse...

P.S. - Até quando você chora você fica bonita.