sexta-feira, 18 de junho de 2010

Meninas

Os nomes eram inseparáveis, como elas. Gerana e Ana fizeram um acordo. E se chamavam assim: Ger de um lado, Ana de outro. Fizeram um coraçãozinho de cartolina, dividiram ao meio e Ana ficou com o pedacinho escrito Ger. Gerana ficou com o pedacinho Ana. Diziam que dessa forma, ao juntarem os pedacinhos, e se dissessem: Shazam (lembrando de um desenho que elas adoravam), poderiam ficar mais fortes e lutar juntas, contra os males do mundo. Passavam a aula toda, mandando bilhetinhos uma para a outra. E eram tão estudiosas. Algumas meninas da sala brigavam para entrar neste círculo. Geralmente, conseguiam. Porque elas gostavam das outras amigas, gostavam da escola, gostavam da professora Zuleica, que era muito carinhosa. Dividiam a merenda. Dividiam os segredos. Dividiam as alegrias, todas, sem economizar nenhuma. Um dia, a notícia triste, triste. Ana ia se mudar. A família precisava seguir o pai, que era militar. Iam morar em Porto Alegre. Gerana estava aprendendo a fazer tricô, com a avó. Começou a fazer um cachecol amarelo. No dia em que Ana foi embora, elas se despediram, chorando. Mas prometendo que iriam escrever todos os dias. Gerana entregou o presente, envolto em papel cheio de flores. Ana abriu devagar. Fazia um sol de quase 40 graus. Todos se abanavam, aguardando a despedida delas. Gerana disse: fiz assim, amarelinho, para que você sempre tenha o sol bem juntinho de você. Sem dizer nada, Ana colocou o cachecol no pescoço. O frio da saudade não iria doer tanto.

3 comentários:

Pierre C. Cortes disse...

Deus amado!!!!!
Foi lindo demais esse.
Sinceramente, o melhor que já li de sua autoria.

Faça mais.

Beijos.

Chorik disse...

Gerana vai adorar.

Gerana Damulakis disse...

É uma linda história, Eliana. As Geranas do mundo vão adorar; imagine: clicando o nome no Google, elas podem encontrar a sua história. Que bom que a Gerana aqui já conhece.
Obrigada. Afinal, é uma homenagem, é um carinho e é a sua doçura e delicadeza em texto.
Bjo grande. Ganhei uma fábula delicada.