quinta-feira, 10 de abril de 2008

Pétalas

Mas existe também a coincidência de amor. Os dias em que o amor transita e é nosso. Minhas palavras pousam o sol sobre tua pele. E o teu sorriso desmancha o frio e os segredos. É uma estação de brilho, tempo de dar atenção ao desfile de flores e alguns sons que agradam. Tempo de ativar as matérias de sonho. O calendário nos deu esta primavera e faz das noites, noites de inverno. Para que o frio convide os corpos ao aconchego. E que haja cores outonais, festival de folhas aos nossos pés, cobrindo de arte o caminho que percorremos juntos. Existe o tempo em que o amor é fruto. E a terra nos abriga. Existe o tempo em que o amor é vivo. E pousa as mãos de vida sobre nós.

2 comentários:

Celine disse...

Tempo de nosso amor. Não podemos deixar passar.

Sempre Lindo!!!

AH! Primeirinha..rsrs
(Querida, já enviei três...acho que estão na lixeira...rsrs)
Beiijos

Eliana Mara disse...

Celine,

tua visita, primeiríssima merece meu carinho...
Teus emails são considerados "spam" mas estou tomando providências.
Tempo de amor, quero que venham todos.

Beijinhos