quinta-feira, 16 de julho de 2009

Para Ana, e só.

Ontem, encontrei Deus dentro de minha bolsa. No meio de papéis, meio pedaço de chocolate, uma lixa de unhas, o batom destampado, um delicado lenço de pano com a inicial do meu nome, conta de água sem pagar, o bilhete da faxineira avisando que está gripada, troco do café e água, chave do meu armário no trabalho, recorte de uma agência de empregos, o bilhete da loteria cujos números não acertei, outra vez. Ontem, dentro da minha bolsa, encontrei Deus. Entre os meus papéis repletos, restos de doçura, beleza fingida, tecidos finos, meu nome nos jornais e os comprimidos que me aguardam, outra vez.

10 comentários:

Simone disse...

OI ELIANA.FUI SUA ALUNA NA UFBA E ADORAVA AS SUAS AULAS CHEIAS DE VIDA E MUITA POLÊMICA.DOU AULAS E SEMPRE ME ESPELHO EM VOCÊ.PARABÉNS PELO LIVRO, TE ENCONTREI HOJE POR ACASO NUM SITE DA LDM.BJS

Eliana Mara Chiossi disse...

Simone, querida. Sem teu sobrenome não posso lembrar de você... Tive várias alunas Simone.
Mas é uma alegria muito grande receber tua visita aqui e ler estas palavras tão gentis. Na trajetória como professores, todos nós encontramos alunos que não gostam de nossos métodos ou idéias, mas são aqueles que gostam e depois se sentem provocados e desafiados a seguir, são estes que fazem tudo valer a pena.
Se eu de algum modo te estimulei, algo muito especial aconteceu.
Se quiser mandar notícas, me escreva:
eliana.mara@gmail.com

E parabéns pela vitória.

Beijos

Noslen ed azuos disse...

Ah... coincidência, estes dias Deus falou comigo e tinha sotaque mineiro, brincalhão este Deus, estava deitado com preguiça e ele falou...Nerso, ñ pára Nerso...rsrsrs.

bjs
ns

Chorik disse...

Maravilha, sintetizou a personagem pelo conteúdo da bolsa. E o reconhecimento da aluna então, essa te quebrou, tá com tudo hein! bj

Não, não tenho blog disse...

Amei. Simples assim!
Um beijo,
Mariana

PS: Vc não mencionou o celular, aquele que quando toca, a gente não acha na bolsa. Vc é daquelas sortudas de não precisar??

Eliana Mara Chiossi disse...

Mariana, querida, tem celular sim e pior que tudo, sou péssima com eles. Me enrolo toda, não atendo, não ouço e achei que se tivesse dois aparelhos, seria melhor. E quase endoidei...
Mais tarde vou inserir no texto sua sugestão. Afinal, o Deus da minha bolsa tem pena da minha confusão com este aparelhinho.
Adorei sua visita.
Beijos

Eliana Mara Chiossi disse...

Noslen,

adoro imaginar Deus em várias faces. Com sotaque mineiro, então... Até porque me lembra o meu querido Rm, que está sumido daqui e vai levar palmadas já, já...
Beijins

Eliana Mara Chiossi disse...

Choriquinho, bom dia, querido.
Olha, é muito bom (e quebra mesmo, porque emociona,né) quando uma pessoa foi aluna e se lembra, e gostou do trabalho. Tem alunos que não vão querer mais me ver pela frente (acho que são a minoria) mas hoje entendo melhor isso.
O fato é que desde que comecei a dar aulas, sempre soube que esta é a melhor recompensa.

Como estão vocês, já americanizados?

Beijos

ana k. disse...

querida, a bolsa...
delicioso o sei texto. fiquei feliz com a homenagem...
vou vasculhar a minha e procurar meu caderninho, com certeza vou encontrar migalhas de tudo que há antes, vou trás do texto que você me incentivou escrever. será que acho?
beijos,

Não, não tenho blog disse...

Tenho pena do Deus da minha bolsa: muito lixo que eu não jogo no chão da rua (mas também não jogo em casa!), pequenos brinquedos, biscoito velho de criança, e milhares de papeizinhos de redeshop... acho que ele mal respira!!
Beijos!