segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

Roseiral

Meu coração é uma rosa viva. Tem idade para despetalar e me desperta. Sou o pleno botão da rosa, em certas manhãs, na sua presença. A rosa viva é um bosque fechado, de onde ouço canções em outras línguas. Fadas indecisas trocam as peles e pintam o bosque de azuis variadíssimos. O bosque da rosa é meu coração, fechado quando você se ausenta. Tudo chove sem interrupções durante as viagens. Esta chuva circular faz do meu coração um charco. Meu coração está vivo e vira flor, quando a chuva abre as cortinas para sua chegada.

2 comentários:

Lívia Natália disse...

Uma das coisas mais lindas de delicadas que li nos últimos tempos.

Celine disse...

Seu coração cresce num jardim.