segunda-feira, 25 de fevereiro de 2008

Avião?

Não é um livro. Não faz barulho e não é um disco. Não é um diário. Nem um dossiê. Não é uma sala de estar. Não é uma pracinha arborizada. Aqui não tem pipoca, nem bebês. Não é o meu quarto. Não serve para comer. Não vai ganhar prêmios. Nem reformas. Parece água, seria uma água de cores. É o mundo. E chove.

2 comentários:

rm disse...

Acho que também não. A não ser daqueles, charters, não os de vôo regular...

Sinceramente? Acho que está mais para náu sem rumo, o que também tem suas qualidades, seus méritos (e seus deméritos e defeitos).

Acho que vou fazer (participar de) uma viagem dessas. Quero convidá-la. Topas?

Eliana Mara disse...

"Achei você no meu jardim."
Não sou eu que digo.
É Vanessa da Mata, cantando, enquanto espero o dia de voltar ao trabalho e observo feliz os saltinhos do meu coração saindo do inverno.