quinta-feira, 14 de julho de 2011

Vulcão


Para Claudio Santana, autor da foto

As cores
enganam e
subitamente
o vulcão
é um quadro.

Os ventos
enganam e
subitamente
as cores
são mágicas.

A mágica
engana e
subitamente
o vulcão
é mal.

Mas o vulcão que se ergue em sua altura
que expressa
seus nervos exaltados
é o vulcão benéfico
da orquestra afinada.

Vulcão, ou trovoadas,
águas jorrando
ou pedras apressadas,
tudo
que é vivo e
explode em sua hora
é sempre
o sinal
da vida
realizada.

Nenhum comentário: