sábado, 7 de maio de 2011

Sarau noturno

E vamos bailar
um tango estranho
e desconjuntado

Nas ruas, na noite anônima,
vamos bailar um tango sem regras
passos que a lua nos ensina:

fechando os olhos,
juntando os corpos
e ouvindo uma música imaginada

vamos dançando
os melhores dançarinos
da rua.

E os melhores amantes que a noite
pode produzir.

Nenhum comentário: