segunda-feira, 11 de abril de 2011

Deus e suas aparições

Deus não foi feito para mim. E nisso não há qualquer conflito. Simplesmente, não fomos feitos um para o outro. As pessoas me param na rua e dizem: Deus proverá. Eu fico esperando, parada, ali mesmo, no meio da rua. Pensando que se ele deseja prover alguma coisa para mim, vai aparecer e proverá. Mas que nada... Deus adia todos os nossos encontros e tem cada justificativa... Um dia deixa de vir porque salvou alguém de uma amargura quase sem fim. Outra vez, uma criança seria jogada de um prédio pela própria mãe, surtada. Muitas vezes é preciso estar presente para organizar desencarnes coletivos. Fico eu, no meio da rua, esperando que Deus seja fiel a mim, que dê um jeitinho nas minhas dores pequenas. Sim, são dores pequenas, são dores diárias, mas para mim, quase me levam ao desespero. E meu desespero poderia ser o motivo de Deus aparecer, e prover. Deus proverá. Mas quando?

2 comentários:

Noslen ed azuos disse...

um dia ele proverá para te dizer que sempre esteve do seu lado, o lado do mundo distraído dos sues olhos.

bjs
ns

sinto uma alegria imensa em te ler

Preta Guerra disse...

Minha Mãe me diz sempre isso. "Deus proverá", tenho a ligeira impressão de que esse prover acorda com a gente todos os dias junto com o sol.

Deus proverá minha linda, eu sei.